2 de fevereiro de 2016

Reavalindo o cronograma

Chegou o momento que se faz necessário rever o cronograma que propomos para o financiamento da caixa.

Estamos adiantados e o $$$ do financiamento está curto, pois estamos gastando bem mais que recebendo e não queremos desacelerar o ritmo da obra.

Vamos esperar até o final desta semana, quando o telhado estará praticamente finalizado, hidráulica e elétrica também, 90% do reboco interno e 50% de externo, para enviar o status atual da obra para a engenheira que fez nosso cronograma e esperar a avaliação. Dá um pouco de receio pois no acabamento dependemos de muitos prestadores de serviços, e assim ficamos sujeitos as mancadas... mas mesmo assim vamos alterar o cronograma que está para outubro o final da obra mas eu quero mudar em julho...agosto...

E aí, alguém da blogosfera da construção já alterou o cronograma do financiamento?

6 comentários:

  1. Oi Ana, tudo bem?
    Esse cronograma da CEF é uma novela, muito complicado e parece que nem eles entendem do próprio produto, é uma confusão só. No meio do caminho, descobrimos que a engenheira que fez nossa planilha, usou mais a "teoria" para preencher, pois, na prática as coisas foram totalmente diferentes.
    Eu precisei alterar o cronograma em meados do quarto mês de obra, pois, estava fazendo muito e as contas não batiam, igual vc relatou.
    Refizemos, e foi tranquilo para aprovar novamente, mas tivemos que pagar uma taxa nada em conta (não lembro o valor agora, algo em torno de 500,oo acho), não demorou e no mês seguinte já estava alterada e as medições na mesma data, mas sempre ficamos no pé do pessoal do banco e do engenheiro da caixa, ligando para saber se foi feito, sabe?
    Estou entrando no oitavo mês e nesse meio tempo aprendi que essa planilha doida, poderia ter sido preenchida de outra forma novamente!
    Depois conta o que deu ai com o seu cronograma.

    Beijos

    Ju Monteiro _ MCNB
    www.minhacasanobarranco.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, tudo bem?
      Obrigada por compartilhar sua experiência. No começo a obra batia com o cronograma pois não tem como fugir da ordem cronologica das coisas: primeiro fundação, depois as paredes...mas agora muitas coisas estão sendo feitas ao mesmo tempo como a elétrica, hidráulica e reboco e estes itens estavam todos lá pra frente no cronograma... Como você disse o cronograma fica meio teórico porque na prática a obra tem outra dinânmica e nós também pedimos para nosso empreiteiro adiantar tudo que ele conseguir para terminarmos o quanto antes.
      Volto pra contar as novidades
      Beijos
      Ana

      Excluir
  2. Essas planilhas e cronogramas nunca funcionam..hehehhe. O importante é a medição do que foi construído. No meu financiamento mesmo que a etapa não esteja concluída (e a grana curta) eu chamo o eng. responsável e ele mede e paga proporcional o percentual medido e executada. As vezes uma etapa pode gerar duas visitas (e dois pagamentos por cada visita) mas as vezes é útil para afrouxar o cinto :)
    https://construindoumsobrado.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hummm interessante.... mas seu financiamento foi pela caixa?

      Excluir
  3. Olá, também fiz o financiamento pela CEF e apesar de minha obra ter adiantado, nao mudei o cronograma, o engenheiro fazia as medições e a CEF sempre me pagou o que estava adiantado, porém no final ( a ultima parcela) como minha obra ficou bem adiantada, esta parcela só será liberada após a entrega do habite-se. no meu caso ela é muito pequena então nao tive problemas para pagar a construtora. Talvez seria interessante rever o cronograma para que a ultima parcela nao seja de valor muito relevante e comprometer os pagamentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcilene
      hoje enviei o status da obra para a eng. refazer o cronograma, pois o eng. da caixa não está medindo o que está adiantado e assim não estamos recebendo :( espero que adiantando o cronograma em 2 ou 3 meses nossas contas fiquem melhor balanceadas...
      bjs

      Excluir